NOSSA MISSÃO
"Educar para promover a Proteçào, o Bem Estar Animal e a Preservação Sócio-Ambiental ,de modo justo e Sustentável ."
Associação : Amigos do melhor amigo do Homem de Telêmaco Borba.
Este blog é destinado à reunir as pessoas que amam animais, e se preocupam com a sobrevivência deles.
Para que unidos possamos trabalhar ,junto à comunidade e aos órgãos públicos ,esclarecendo e orientando a sociedade sobre as necessidades sociais e ambientais dentro do nosso município,visando em primeiro lugar a saúde e bem estar de todos .Tanto as pessoas quanto os animais .Levando em consideração que temos na cidade muitos animais abandonados e mal tratados .
Então ,nós os convidamos a exercer sua cidadania .Todos podem colaborar de alguma maneira .
A AMAHTEB é uma associação humanitária de proteção e bem estar animal sem fins lucrativos, sem vínculos partidários ou religiosos, criada com o objetivo de promover o bem-estar e o respeito aos direitos dos animais. Nossa proposta é promover e melhorar as relações homem-animal, interligando profissionais de saúde e proteção animal, saúde pública, órgãos públicos e sociedade em geral através de projetos de ações, campanhas educativas e outros eventos capazes de mudar a triste realidade dos animais abandonados nesta cidade

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Adoção

Espaço reservado para pessoas que pretendem adotar filhotes!!!

3 comentários:

  1. gostaris de saber se ha algum filhote para eu adotar???
    e qual raça??

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. há filhote disponível para adoção?

    ResponderExcluir

Entenda os benefícios que o seu filho pode ter com um amigo cão ou gato !!

Entenda os benefícios que o seu filho pode ter com um amigo cão ou gato e os segredos que podem tornar essa relação uma experiência inesquecível

Fonte: Arca Brasil


Outubro é o mês das crianças e dos animais. É hora dos pimpolhos e seus bichinhos festejarem juntos! A relação entre um petiz e um cão ou um gato pode trazer muitos benefícios para ambos. Além da companhia e amizade, os peludos podem ocasionar ou aumentar a auto-estima do seu filho, ensinar zelo e responsabilidade e inspirar a empatia.

Tudo começa na escolha de ter ou não o animal. A família inteira deve estar disposta a dedicar um pouco do seu tempo às necessidades básicas do novo morador. É importante para a criança participar desta discussão. Assim, ela terá noção das necessidades que o novo habitante da casa terá. Se for decidido que não é o melhor momento para ter um peludo, poderá entender mais facilmente os motivos dessa decisão.

A idade mínima aconselhável para um pequeno começar a conviver com um animal é de seis anos. Antes disso, como os pimpolhos ainda não têm noção de sua força, podem levar mordidas e arranhões. Dependerá dos pais estabelecer o limite das atitudes toleráveis tanto aos filhos como aos bichinhos e evitar disputas de espaço e atenção (conheça mais sobre o comportamento dos cães). É preciso deixar claro que o cãozinho e o gatinho não são um brinquedo, eles sentem dor e se machucam, ficam doentes, precisam de atenção e carinho (sem abraços apertados) e de um tempo para eles mesmos.

Para evitar acidentes, o mascote deve ter pelo menos seis meses, fase em que já tem capacidade de fugir de uma situação sufocante ou que o coloque em perigo. O melhor tamanho para cães são os portes médio e grande, com personalidade brincalhona para acompanhar o ritmo da molecada.

O petiz não deve assumir todas as responsabilidades sobre o cão ou gato, pois desta maneira as atividades entre os dois ganharão conotação de obrigação e ele deixará de usufruir e ter prazer com o seu companheiro peludo. A missão do pimpolho deve ser cuidar para que seus brinquedos não fiquem ao alcance dos cães para não correr o risco de perdê-los. É tarefa dos adultos educarem os cães para que respeitem as regras da casa e, como têm brincadeiras um pouco bruscas, baseadas nas atividades da caça, que sejam mais comedidos com as crianças.

Até os 10 anos, o convívio com os bichos deve ser supervisionado por um adulto. É importante que uma relação saudável seja incentivada: convide seu filho para participar da escovação, do recolhimento das fezes, do passeio (no caso dos cães) e das brincadeiras. Assim, a criança desenvolverá senso de responsabilidade e compaixão e, aos poucos, poderá ter seus próprios momentos com o animal.

Se o cão ou o gato começarem a rosnar ou bramir, demonstrar ciúme e disputa de espaço com a criança, é preciso tomar uma atitude imediata. O mais recomendado é consultar o seu veterinário ou um especialista em comportamento de cães e gatos.

Seu filho quer um cão ou gato. Mas antes de adotar o amigo, considere:
- se seu filho é maior de seis anos, assim poderá interagir melhor com o novo amigo
- a participação da criança na decisão dos pais. Sejam claros quanto aos motivos caso considerem não ser a melhor hora para ter um animal em casa.
- analise se terá tempo para cuidar dele. Não deixe a criança se sentir responsável por ele. A relação dos dois deve ser apenas de amizade.
- a adoção de um animal com mais de seis meses de vida.

Com o novo amigo em casa:
- ensine o pequeno a cuidar e a guardar seus brinquedos para o companheiro não estragar.
- ensine seu filho a fazer carinho nele, mas sem machucar. Deixe claro que o animal não é um brinquedo .
- repreenda o cão caso ele demonstre ciúme da criança e, caso a situação se torne repetitiva, procure ajuda de um especialista em comportamento de cães e gatos ou o veterinário.

Perdeu seu cachorro o que fazer??


Dicas para quem perdeu um cachorro


Primeiro faça um círculo mentalmente em volta da casa onde o animal se perdeu, e cheque todos os lugares da região. Quanto antes você aplicar as medidas, mais chances de encontrar. As primeiras 24hs são fundamentais.

Haja o que houver não desista nunca. 19/06/08 excluir Cap. Spaike

PROCURAR NA RUA, O QUE FAZER?
.
Percorra todo o local a pé ou de carro, chamando o nome do animal.

Converse com todas as pessoas pelo caminho, e entregue folhetos com foto e dados do animal.

Procure informar carteiros, lixeiros, seguranças da rua, porteiros de prédios, motoristas de ônibus, pessoas que sempre andam pelo bairro. Inclusive peça ajuda ao carteiro para espalhar os panfletos (cartazes com foto) nas casas.

Coloque cartaz/ folhetos em todas as caixas de correio da região.

Vá em estabelecimentos do bairro com grande movimento e deixe cartazes, locais como padarias, mercadinho, igrejas, restaurantes, clínicas veterinárias, petshop, todos os locais possíveis.

Atenção especial para divulgação em clínicas veterinárias e pet shop, possivelmente tem grandes chances do seu animal passar por esse lugar, se for encontrado por alguém.
Pegue a lista telefônica, e faça um levantamento de todos os estabelecimentos da região, vá em cada um, e anexe o cartaz (com foto importante) e deixe avisado. Vá em TODOS os locais. E ligue sempre.

Espalhe cartazes por todos os postes que você encontrar, por toda rua percorrida. Atenção, pois em alguns dias, alguns cartazes podem ter sido rasgados, vá aos principais locais novamente.

Se possível coloque roupas com o seu cheiro e brinquedos do lado de fora da casa (se for possível), pois o odor pode percorrer grande distancia.

Notifique a polícia se achar que seu animal foi raptado.

Visite canis e abrigos da sua cidade. Sim são muitos e você deve ir em todos, faça um levantamento dos abrigos, leve o cartaz e visite pessoalmente, periodicamente. Principalmente os Centro de Controle de Zoonoses (ccz – conhecido como “carrocinha”) e Ligue sempre!

Utilize carro de som pelo bairro, e publique o desaparecimento no rádio e jornal.

Faça faixas e cartazes grandes, coloque uma faixa com foto na frente da casa, isso ajuda a mobilizar as pessoas.

Saia à noite também, período mais silencioso e chame pelo nome do animal.

Fale com o máximo de pessoas, espalhe que há recompensa e não desista nunca. 19/06/08 excluir Cap. Spaike
COMO FAZER O CARTAZ/ FOLHETO
.
Espalhar o cartaz com a foto e os dados do animal é fundamental. Porque muitas pessoas não conhecem determinadas características pela raça, e nem consegue visualizar o animal.

Coloque apenas as informações necessárias, coloque em tópicos, nunca texto corrido. Coloque o mais simples e mais direto possível, para as pessoas que andam e passam olharem e assimilarem na hora, além de não perder muito tempo para ler toda informação.

Coloque no cartaz a palavra PERDIDO ou PROCURA-SE bem grande no topo, para chamar a atenção. Abaixo coloque uma foto boa do animal (dê preferência por foto colorida) e abaixo dela, coloque os dados por exemplo:

Raça – sexo – idade
Depois pode colocar o nome do animal e o dia que foi perdido (00/00/00)
Rua, bairro em que desapareceu
Contato: telefone e email – seu nome
RECOMPENSA (grande) – não estipule valores.

Você pode imprimir e fazer no tamanho A4 – folha de sulfite inteira
E depois tirar xerox da folha, faça muitas, muitas cópias. Em geral é muito barato. Xerox colorida, sai pouca coisa mais caro, mas compensa bastante. Faça um folheto bem simples, com letras simples, para assimilação fácil e rápida.

O QUE VOCÊ PODE FAZER ATRAVÉS DA INTERNET
.
A Internet também é uma ferramenta ótima de busca.

Vá aos sites de busca (exemplo Google) e digite: perdido+nome do bairro Faça algumas buscas, que sempre aparece alguns anúncios de cães perdidos

Entre em todos os sites que tem animais achados e perdidos.
Faça um levantamento dos blogs de cães para adoção, sempre tem cães perdidos. Inclusive há sites específicos de animais desaparecidos. Alguns exemplos:

http://www.cachorroperdido.com.br/
http://www.renad.com.br/page/mural.asp
http://www.vidadecao.com.br/gato/index2.asp?menu=../servicos/achados_perdidos.htm
http://www.encontra-me.org/
http://www.ongdocao.org.br/category/animais-perdidos/
http://www.proanima.org.br/cade-rex/perdi


O que você deve fazer no orkut é falar com o máximo de pessoas, entrar no máximo de comunidades e adicionar o máximo de pessoas possíveis.

O ideal é fazer um novo perfil para isso, um perfil para o animal desaparecido com fotos dele, e o cartaz no álbum.
Entre em todas as comunidades da raça do seu animal, entre em todas as comunidades de animais perdidos, comunidades do bairro e da região.

Nas comunidades da sua região, adicione o máximo de pessoas da comunidade, pois depois você irá enviar o cartaz pela página de recados (scrap) para todos da sua lista de amigos.
Visite comunidades de adoção e doação de cães, e sempre visite os tópicos dos cães da raça do seu animal, e o tópico de perdidos.
Mande recado com cartaz do seu animal para todos os seus amigos do orkut.
Entre nas comunidades, e faça tópicos iguais, e sempre entre pra visitar (mantenha no topo)
Deixe recados e fotos destrancadas, para permitir o máximo de ajuda.
Você pode inclusive com esse novo profile do orkut que você fez pro seu animal, escolher 3 amigos de confiança e passar (login e senha) para eles entrarem com o perfil seu e ajudar a espalhar pelas comunidades e adicionar as pessoas do bairro, enquanto você faz as buscas na rua.

Peça para as pessoas repassarem o cartaz para os amigos dela.

O cartaz pode ser igual ao cartaz colado na rua, mas em um tamanho um pouco menor.

Autor do texto: Cap. Spaike [Amizade, Lealdade e Proteção